Bienal do Livro 2022: vale a pena visitar?

bienal-livro

 

A 26ª edição da Bienal do Livro acontece agora em julho e terá Portugal como país homenageado. Serão 9 dias com muitas novidades, exposições e atividades que vão agradar todos os públicos de todas as idades!

Confira em nosso texto por que vale a pena, sim, visitar a Bienal este ano!

 

O que é e como surgiu a Bienal do Livro?

A Bienal é um evento promovido pela Câmara Brasileira do Livro (CBL), a cada dois anos, que tem por objetivo reunir as principais editoras, livrarias e distribuidoras do país. 

 

De acordo com a organização, “o evento é palco para celebrar a transformação que os livros fazem na vida das pessoas”. A ideia também é apresentar novidades literárias para o todos os públicos.

 

A 1ª Bienal Internacional do Livro aconteceu em 1961, em parceria com o Museu de Arte de São Paulo (MASP). Já havia ocorrido uma feira do livro em 1951 com o objetivo de introduzir no Brasil a tradição europeia das feiras de livros que aconteciam na França, Alemanha e Itália. 

 

Qual o tema da Bienal do Livro deste ano?

Como dissemos no início deste artigo, este ano em que se completam 200 anos da independência do Brasil, o país homenageado no evento será Portugal.

 

Em uma coletiva de imprensa, a Bienal divulgou o mote do evento: “É urgente viver encantado”, frase do escritor Valter Hugo Mãe.

 

Portugal contará com a participação de 21 autores. Nomes como Gonçalo M. Tavares, Paulina Chiziane, José Luís Peixoto, Valter Hugo Mãe, Maria Inês Almeida e Afonso Cruz estão confirmados. 

O país terá ainda um estande de 500m², que inclui um auditório com capacidade para 80 pessoas, uma livraria, espaços multiusos com exposições sobre José Saramago, outra sobre os vencedores do Prêmio Camões e ainda uma área infanto-juvenil.

 

Programação

 

Serão criados nove espaços:

 

1) Arena Cultural:

Com curadoria de Diana Passy, os visitantes entrarão em contato com autores de best-sellers, nacionais e internacionais, em bate-papos e palestras exclusivas.

 

2) Cozinhando com Palavras:

Com curadoria de André Boccato, mesclará gastronomia e literatura. O lugar terá ainda autores para declamar poemas que falam sobre comida, material que será reunido em um podcast.

 

3) Espaço Infantil:

Com curadoria de Elisabete da Cruz, oferecerá um programa educativo e que contará a história de Portugal. Segundo Elisabete, o objetivo do espaço é incorporar o slogan da Bienal e dar voz às crianças, que terão a oportunidade de falar sobre suas leituras e preferências. Haverá repertório específico para o público escolar de todas as faixas etárias, assim como atividades para famílias.

 

4) Salão de Ideias:

Comandado por Francis Manzoni, contará com a participação de autores, booktubers, booktokers e influenciadores para gerar discussões atuais sobre questões de relevância social e cultural. Nomes como Jeferson Tenório, Ailton Krenak, Zezé Motta e Ana Paula Araújo passarão pelo espaço.

 

5) BiblioSesc:

Com curadoria do Sesc, os espaços foram especialmente pensados para valorizar o livro e incentivar a leitura com espetáculos de música, literatura e contação de histórias. O espaço contará também com intervenções artísticas.

 

6) Espaço Cordel e Repente:

Comandado por Lucinda Marques, o espaço contará com uma extensa programação com debates, palestras, shows, contação de histórias e apresentações artísticas relevantes ao tema. “Como se faz cordel”, “Como se faz xilogravura” e “Ilustração com referências na xilogravura”.

 

7) Papo de Mercado:

Dirigido pelo jornalista Leonardo Neto, a programação é realizada em parceria com a International Publishers Association (IPA), Centro Regional para o Fomento do Livro na América Latina e Caribe (Cerlalc), PublishNews e LC Agência de Comunicação. Serão abordados temas atuais como o metaverso e a transposição de livros para o audiovisual.

 

8) Praça da palavra 

9) Praça de histórias

Esses dois últimos espaços serão comandados por André Augusto Dias e contarão com atividades para o público, apresentação de saraus, contação de histórias e poesias.

 

A programação completa você pode conferir aqui.

 

Como otimizar sua visita

A Bienal este ano conta com aplicativo e com uma novidade, uma ferramenta chamada Matchmaking, um programa exclusivo de recomendações personalizadas da RX Brasil, organizadora do evento junto com a CBL.

 

A ideia é otimizar a busca no pavilhão, que é muito grande (65 mil metros quadrados) e estará cheio de pessoas.

 

Gratuito e fácil de usar, o Matchmaking é uma ferramenta que vai facilitar sua experiência na Bienal do Livro. Veja tudo sobre o matchmaking aqui.

 

Quando e onde vai acontecer a Bienal

Este ano de 2022, a Bienal acontecerá de 2 a 10 de julho no Expo Center Norte, em São Paulo/SP. 

Você pode conferir os horários e garantir seu ingresso aqui.

 

Um incentivo a leitura e a Cultura

A Bienal do Livro, como vimos, certamente é um canal para incentivar a leitura e a cultura, por isso, nós, do Colégio Elvira Brandão, apoiamos e incentivamos nossos alunos a participarem da Bienal do Livro 2022.

 

bienal-livro

Entendemos que a visita é um pequeno passo para tantas outras rodas de leituras e rodas de aprendizados que trabalhamos no decorrer do ano letivo, com nossas turmas: o despertar do interesse pelo instrumento livro na educação infantil, o desabrochar dos conhecimentos através da leitura nos anos do fundamental, o livro como descobertas de um futuro de aprendizados para nossos alunos e alunas do ensino médio.

 

Em todas as fases a leitura nos acompanha sendo instrumento de aprendizado e lazer.

 

E você? Também é um apaixonado por livros como a gente? Visite nosso blog para mais conteúdo sobre educação, leitura e comportamento.